Todas notícias

Volkswagen confirma SUV baseado no Polo
03/02/2015

Brasil pode estar nos planos do modelo, segundo executivo.

O Volkswagen está quase morto no Brasil, mas continua bem vivo na Europa. Tanto, que a Volkswagen confirmou que está desenvolvendo um SUV compacto baseado na plataforma dele. O alvo será o Nissan Juke e, para não dificultar a vida do Tiguan, será oferecido apenas com tração dianteira. E o melhor: a América do Sul está nos planos do modelo.

Quem disse foi Dr. Heinz-Jakob Neuser, membro do conselho de desenvolvimento técnico da VW, em entrevista à revista inglesa Auto Express. O executivo confirma a plataforma MQB (que estará na próxima geração do Polo) e que o SUV terá China, América do Sul e na Europa como principais mercados.

Sobre o design, a melhor dica seria o conceito T-Roc, apresentado no Salão de Genebra do ano passado. Se tudo correr bem, a versão de produção será conhecida em 2016. Para o ano seguinte está previsto o lançamento do tão aguardado SUV derivado do Up!, o Taigun.



Fonte: http://www.novidadesautomotivas.blog.br/2015/02/volkswagen-confirma-suv-baseado-no-polo.html

Venda de imóveis novos em SP cresce 210% em novembro, diz Secovi
19/01/2015

O número de imóveis novos residenciais vendidos na capital paulista atingiu 2.987 unidades em novembro e registrou um aumento de 210,2% em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do sindicato da habitação (Secovi-SP). Já na comparação com novembro de 2013, o crescimento foi menor, de 7,6%.

"Novembro foi o melhor mês para as vendas de unidades novas no município de São Paulo. Passados os momentos mais críticos do ano, como Copa do Mundo e eleições presidenciais, em dois turnos, o mercado tomou fôlego e reagiu positivamente também no volume de lançamentos", diz Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP, em nota.

Apesar de o mês de novembro ter mostrado esse avanço expressivo, os números do ano, de janeiro a novembro, mostraram resultado 40% inferior ao registrado no mesmo período de 2013. No período, foram vendidas 18.324 unidades residenciais novas.

O Secovi pondera, porém, que 2013 "foi um ano excepcional para o mercado imobiliário, com elevado crescimento em relação aos dois anos anteriores".

No penúltimo mês do ano passado, do total de imóveis vendidos, 1.165 unidades eram de dois dormitórios; 1.117 de um quarto; 555 de três dormitórios; e 150 imóveis de quatro ou mais dormitórios.

Em novembro, foram lançadas 6.301 unidades residenciais, de acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), um aumento de 169,7% em comparação com os lançamentos de outubro (2.336 unidades) e de 26,1% em relação a novembro de 2013.

Do total, 2.105 unidades eram de um dormitório, 2.192 de dois dormitórios, 1.442 de três dormitórios e 562 de quatro ou mais dormitórios.

Valor das vendas

Em novembro, o Valor Global de Vendas (VGV) atingiu R$ 1,6 bilhão, uma alta de 190,8% em relação a outubro e recuo de 28,2% em relação a novembro de 2013, considerando os valores atualizados pelo Índice Nacional de Custo de Construção (INCC).

Fonte: http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/01/venda-de-imoveis-novos-em-sp-cresce-210-em-novembro-diz-secovi.html

Confira dicas para cuidar do ar-condicionado do carro
15/01/2015

Nunca ligue o aparelho com o motor em alta rotação.Ar quente após o uso ajuda a limpar o sistema.

Você só liga o ar-condicionado no verão? Sentiu um cheiro estranho? O Guia Prático desta quinta-feira (15) mostra dicas básicas para manter o ar-condicionado 100% e garantir um vento gelado nestes dias quentes. Confira quais os principais problemas que podem ocorrer no equipamento.

O Guia Prático é uma série de vídeos do G1 que reúne dicas de especialistas sobre mecânica, compra e venda, condução, segurança e tecnologia para carros e motos. A publicação é às terças e quintas-feiras.

Assista o vídeo: http://g1.globo.com/carros/guia-pratico/noticia/2015/01/guia-pratico-75-confira-dicas-para-cuidar-do-ar-condicionado-do-carro.html

Fonte: http://g1.globo.com/carros/guia-pratico/noticia/2015/01/guia-pratico-75-confira-dicas-para-cuidar-do-ar-condicionado-do-carro.html

Preço dos imóveis tem menor alta anual já registrada, diz FipeZap
06/01/2015

O preço médio dos imóveis terminou o ano de 2014 com alta de 6,7%, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Esta foi a menor alta anual registrada pelo FipeZap, cuja série histórica foi iniciada em 2010. No ano anterior, o aumento foi de 13,74%.

Mesmo com o aumento no valor médio, os preços dos imóveis se mantiveram praticamente estáveis no ano. Isso aconteceu porque a alta foi próxima à expectativa do Banco Central para o IPCA, de 6,4%. A alta em termos reais, portanto, foi de 0,3%.

Com relação à variação mensal, apenas 4 das 20 cidadas pesquisadas registraram aumento acima da inflação esperada para o mês, de 0,75%. Foram elas Recife (1,5%), Vitória (0,8%), São Caetano do Sul (0,77%) e Goiânia (0,79%). A média para as 20 cidades foi de 0,33% de aumento em dezembro.

Segundo a Fipe, os dados apontam que, apesar da variação anual apontar estabilidade, os preços dos imóveis chegaram ao final do ano com aumento em ritmo menor que os demais preços da economia – isto é, em queda real.

As cidades mais carasO Rio de Janeiro continua sendo a primeiro na lista das cidades com o metro quadrado mais caro, com R$ 10.893, seguida por São Paulo, com R$ 8.351. A terceira cidade no ranking é Brasília (R$ 8.143), que no entanto foi a única entre as 20 que apresentou recuo na variação anual de preços, com queda de 0,35%.

A maior alta anual aconteceu em Goiânia, com aumento de 12,72%, a R$ 4.056 por metro quadrado. Mesmo assim, a capital de Goiás é o município com o segundo menor preço da lista, atrás apenas da cidade mineira de Contagem, com R$ 3.386.

A média das 20 cidades pesquisadas é de R$ 7.537 por metro quadrado.

Fonte: http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2015/01/preco-dos-imoveis-tem-menor-alta-anual-ja-registrada-diz-fipezap.html

Com 300 cavalos e
30/09/2014

A Kawasaki revelou nesta terça-feira (30), na abertura do Salão de Colônia (Intermot), na Alemanha, a inédita Ninja H2R, conceito capaz de chegar a 300 cavalos de potência. De acordo com a fabricante, o modelo ainda é um conceito e será a base para a futura Ninja H2, moto de rua que será apresentada no Salão de Milão, em novembro, na Itália.

Além de chamar atenção por fazer uso de supercharger, compressor de ar, em seu motor de quatro cilindros e 998 cc, outra novidade da moto é a utilização de pequenas "asas" em suas carenagens de fibra de carbono para otimizar o efeito aerodinâmico.

A potência gerada pela H2R supera por muito a das principais motos esportivas, que possuem em média 200 cavalos. Até mesmo alguns carros esportivos ficam para trás da H2R quando se fala em "cavalaria".

Por exemplo, um Porsche Boxter, com motor 2.7, gera 265 cavalos, enquanto Mercedes-Benz SLK 250 Turbo 1.8 rende 204 cv.

Segundo a fabricante japonesa, todo este sistema inédito foi desenvolvido internamente pela Kawasaki Heavy Industries, que incorpora suas companhias de motores, produtos aeroespaciais e tecnologia.

Apesar de ser um conceito moderno, a inspiração para a H2R foi buscada no passado da Kawasaki. O modelo com motor 2 tempos e 748,2 cc, a Mach IV 750, que também carregava o nome H2. Devido à extrema aceleração que a moto oferecia, a fabricante resolveu utilizar este nome novamente.

Chassi para altas velocidadesAinda sem divulgar qual a velocidade máxima da H2R, a Kawasaki afirmou que o chassi da motocicleta foi desenvolvido para suportar altas velocidades com estabilidade. Com um entre-eixos compacto, o formato escolhido foi o de treliça feito de aço de alta tensão.

Além da H2R, a marca japonesa aproveita o Salão de Colônia para apresentar as renovadas Versys 650 e 1000.

Fonte: http://g1.globo.com/carros/motos/noticia/2014/09/com-300-cavalos-e-asas-nova-moto-da-kawasaki-e-revelada-em-colonia.html

Novo VW Fox chega com câmbio de 6 marchas
20/08/2014

Há 11 anos no mercado, o VW Fox chega a 2014 com sua segunda, e maior, reestilização. Com uma boa atualização no visual, que o deixou mais parecido com os outros modelos da montadora, o hatch trouxe grandes novidades tecnológicas. O modelo ganhou sistema de partida a frio (que dispensa o tanquinho de gasolina) e, na versão topo de linha, câmbio de 6 marchas.

O novo VW Fox parte dos R$ 35.900, na versão de entrada com motor 1.0, podendo chegar a até R$ 48.490, na Highline com motor 1.6 e câmbio de 6 marchas.

Fonte: http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/galerias/os-carros-novos-de-2014/novo-vw-fox-chega-com-cambio-de-6-marchas#novo-vw-fox-chega-com-cambio-de-6-marchas

Novos sistemas de segurança antecipam futuro nos carros
01/08/2014

Monitoramento de pontos cegos, alerta de colisão, piloto automático que freia sozinho e aviso de fadiga em viagens equipam modelos da Ford.

Foi-se o tempo em que as crianças imaginavam que, um dia, dirigiriam carros do futuro que falassem, andassem sozinho e dessem avisos aos seus motoristas. Essas crianças cresceram, e a tecnologia trouxe o sonho ao mundo real.

Hoje, modelos como Edge e Fusion, ambos da Ford, são verdadeiras bolhas de alta segurança que monitoram tudo o que acontece ao reder do veículo, evitando colisões, antecipando decisões dos condutores e alertando sobre cansaço, por exemplo.

O sistema de monitoramento de pontos cegos ajuda o motorista a trocar de faixas em ruas, avenidas e rodovias com segurança. Sensores de led nos retrovisores avisam sobre a presença de objetos ou outros veículos que a vista não alcança. Com a ré engatada, mais um show da tecnologia: um alerta visual e sonoro no painel diz que há um veículo, ou outro objeto, vindo da direta ou da esquerda.

Um outro equipamento que ajuda a minimizar o risco de problemas no trânsito é o alerta de colisão, que deve estar ligado sempre, seja em estradas ou perímetros urbanos. Por meio de sons, ele avisa quando há risco de acidente e corta o som dos alto-falantes, por exemplo. É como se fôssemos ao futuro, ou ele chegasse até nós, em um automóvel que chega a “falar” com o condutor. Além disso, o sistema pré-recarrega o freio deixando a resposta do motorista mais eficiente possível – quando se um veículo de aproxima do outro, fica mais fácil brecar.

O sistema é complementar ao piloto automático adaptativo, que das sofisticações tecnológicas é dos que mais se parece com o futuro nos dias presentes.

Controlar a velocidade automaticamente é item presente em diversos modelos hoje no mercado. Porém, o sistema adaptativo da Ford traz uma sofisticação a mais. Ele mantém a velocidade de acordo com o carro da frente.

Por exemplo: caso o motorista se aproxima muito do carro à frente, o sistema reduz a velocidade e mantém a distância para evitar um choque. Isso é possível por causa de um conjunto de sensores e radares instalados no carro que atuam constantemente para monitorar todo o entorno. É como uma bolha de alta segurança que evita qualquer problema ao redor.

E, quando surge aquela fadiga típica de longas viagens, entra em cena o alerta de permanência em faixa. As faixas na pista são monitoradas por uma câmera instalada no meio do para-brisa, e a tecnologia lê e grava a permanência constante do veículo em uma determinada faixa para, ao perceber um certo deslocamento por conta de eventual cansaço do motorista, alertar com uma vibração no volante.

Fonte: http://g1.globo.com/carros/especial-publicitario/ford/tecnodrive/11/noticia/2014/07/novos-sistemas-de-seguranca-antecipam-futuro-nos-carros.html?utm_source=home-g1

Posso financiar a dívida do meu apartamento com um banco?
23/07/2014

Internauta comprou um imóvel na planta e quer financiar o saldo devedor com um banco para quitar a dívida com a construtora. Veja o que ela deve levar em conta para fazer a operação

Comprei um apartamento na planta em fevereiro de 2012 por R$ 225 mil. Já paguei R$ 102.047,54 e ainda restam R$ 169.729,42 para pagar. Eu consigo financiar este valor no banco para quitar minha dívida com a construtora? Minha renda fixa é de R$ 3.779,35. Além disso, quando eu entro no financiamento, tenho que pagar mais alguma coisa do imóvel? A previsão de entrega é em novembro de 2014.

Resposta de Angela Costa*

Sim, é possível você financiar o saldo devedor com um banco para realizar a quitação com a construtora. Vale lembrar que esse valor que você informou sofrerá reajustes pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) até a entrega das chaves.

No entanto, sua renda comporta, no máximo, um financiamento de R$ 110 mil (financiamento de 35 anos pela Caixa, no sistema SAC). Portanto, será preciso que você componha a renda com algum familiar para conseguir alcançar o valor que vai precisar.

Além disso, você terá que pagar o ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis), cartório e custos com o financiamento. Essas despesas costumam ficar em torno de 4% do valor do imóvel e devem ser pagas à vista. Alguns bancos permitem que o valor seja reembolsado após o registro do contrato de financiamento.

Sua situação merece atenção. Solicite à construtora uma planilha com o saldo devedor atualizado. Depois verifique se consegue alguém da família para compor renda com você.

Caso não consiga, talvez o caminho seja vender algum outro bem, ou resgatar um investimento, para que possa diminuir o valor do financiamento. Em última hipótese, a opção é vender o imóvel resgatando parte do que já investiu, transferindo a dívida para o novo comprador.

* Angela Costa é diretora da Associação Brasileira dos Correspondentes de Empréstimo e Financiamento Imobiliário (Abracefi)

Fonte: http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/posso-financiar-a-divida-do-meu-apartamento-com-um-banco

Preço do m² cai em 5 de 16 cidades em junho, segundo FipeZap
03/07/2014

O preço do metro quadrado anunciado caiu em cinco das 16 cidades pesquisadas pelo índice FipeZap, segundo a pesquisa divulgada nesta quinta-feira (3): Brasília, Curitiba, Vila Velha, Santo André e São Bernardo do Campo.

O valor do metro quadrado geral das cidades subiu menos que a inflação (ou sej,a teve queda real) no primeiro semestre deste ano. Segundo a pesquisa, houve alta de 3,49% no preços do m² anunciado, menor que a inflação do primeiro semestre, de 3,68% considerando a variação esperada para o IPCA de junho de 0,34%, segundo o boletim Focus do Banco Central.

O preço dos imóveis subiu menos do que a média dos preços da economia e, com isso, teve queda real. Junho também foi o setimo mês seguido de desaceleração do preço do m², ou seja, ele está subindo menos a cada mês.Em junho, o índice geral subiu 10,9% em comparação com o mesmo mês de 2013 – em maio, a alta foi de 11,7%.O m² mais caro é o do Rio de Janeiro (R$ 10.648) e o segundo é o de São Paulo, que ultrapassou Brasília, com o preço médio de R$ 8.124. A média do m² das 16 cidades ficou em R$ 7.531 e o mais barato é o de Vilha Velha (R$ 3.934).

CidadesA cidade do Rio de Janeiro, que tem o m² mais caro (R$ 10.648), teve a menor variação mensal desde março de 2008, com alta alta de 0,37% em relação ao mês anterior. No acumulado de 12 meses, houve o menor aumento desde o início da série histórica, de 12,5%.

Curitiba foi a cidade que teve a maior queda mensal do índice, de 0,51% e no acumulado do ano teve redução de 0,84% nos preços, para R$ 5.024. Em 12 meses, no entanto, a capital do Paraná é a que teve maior aumento de preços, de 19,12%.

Santo André e São Bernardo do Campo tiveram queda de 0,25% em junho e alta de 2,5% no acumulado do ano, para R$ 4.664 e R$ 4.418, respectivamente. Em 12 meses, Santo André teve alta de 8,97% nos preços e São Bernardo, de 7,79%.Vilha Velha, que tem o m² mais barato entre as 16 cidades (R$ 3.934), teve queda de 0,21% nos preços no mês. No ano, a capital do Espírito Santo acumula correção de 3,6% e em 12 meses, de 10,45%.

Brasília, com o 3º metro quadrado mais caro do país (de R$ 8.122), teve redução de 0,18% nos preços em junho e 0,61% no ano. Em 12 meses, a capital federal é a cidade com menor alta entre as 16 cidades, de 2,82%.

Fonte: http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2014/07/preco-do-m-cai-em-5-de-16-cidades-em-junho-segundo-fipezap.html

Vai acompanhar os jogos da Copa no condomínio? Fique atento às regras
18/06/2014

Nos jogos do Brasil nesta Copa do Mundo cerca de 30% dos moradores de condomínios de São Paulo devem receber visitantes, o que representa o dobro do registrado em finais de semana. A projeção é da Lello, empresa de administração condominial no Estado.

Segundo a administradora, em prédios com varandas amplas e que possuem churrasqueira, até 45% dos moradores poderão receber visitantes nas partidas da seleção brasileira, isto é, o triplo do que costuma ocorrer nos fins de semana.

Por isso, alguns cuidados devem ser redobrados, especialmente em relação à segurança. O recebimento de visitas deve seguir o estabelecido no Regimento Interno de cada condomínio. No caso de festas e confraternizações, é importante que os condôminos deixem na portaria uma lista de convidados, com nome completo e, se possível, número do RG, para conferência.

Para garantir reforço na segurança, a Lello sugere que, se possível, os síndicos evitem dar férias aos funcionários nesta época do ano.

Algumas regras de etiqueta também devem ser observadas, como evitar barulho em excesso e uso das áreas comuns pelos visitantes. O uso de fogos de artifício nas sacadas dos apartamentos deve ser proibido.

Quanto ao uso de enfeites em áreas comuns ou jogar papel picado, deve-se também seguir o estabelecido no Regimento Interno ou fazer uma reunião para estabelecer regras de comum acordo entre os condôminos para essa ocasião especial.

Em relação ao salão de festas, se houver muita procura pela reserva do espaço para os dias de jogos do Brasil, a orientação é para que o síndico promova um sorteio entre os condôminos. E, se houver interesse dos condôminos, é possível pensar na instalação de um telão para os moradores no salão de festas.

“A Copa do Mundo é um momento de festa e confraternização, especialmente nos jogos do Brasil. É preciso estar atento apenas a algumas regras e fazer valer o bom senso para garantir a diversão e evitar problemas com a segurança, o bem-estar e a comodidade dos moradores de condomínios”, diz Angélica Arbex, gerente de Relacionamento com o Cliente da Lello Condomínios.

Fonte: http://revista.zap.com.br/imoveis/vai-acompanhar-os-jogos-da-copa-no-condominio-fique-atento-as-regras/

Nova Busca



Destaques

Vendo Ágio 2014 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por RizzoWeb